negrelhaar.jpg

 

Depois da feia separação pública entre Nagrelha e Bruno King, muitos perguntaram se os Lambas haveriam de sobreviver, alguns cépticos questionavam se o Nagrelha teria sucesso sem o BK, outro questionaram como a música haveria de soar. Não saberíamos como o publico haveria de reagir, nos acostumamos durantes os anos com a dupla Nagrelha e Bruno King. O cepticismo aumentou quando o Estado Maior, fez uma música do estilo Kizomba/tarraxinha que deixou o povo incrédulo, levando muitos à acreditar que talvez a falta de Bruno Kingueira tivesse secado o poço dos mega sucessos e que talvez levou o Na Na a trocar de estilo como manda a moda.

Depois do fiasco que foi“Não Me Tarraxa Assim” Nagrelha,  lançou varias música, embora não tiveram  o sucesso comercial  que  os lambasestavam acostumados, as músicas foram aceites pelos fã fanáticos. A pergunta que não se calava era, será que o Nagrelha ainda tinha a mesma influência, será que o Kuduro dele ainda tinha a mesma magia ?  Quando ele anunciou que lançaria o primeiro álbum a solo intitulado, “Arquiteto Da Paz “ em homenagem ao ex presidente de Angola no dia 9 de Setembro eu estava convicto que teríamos a resposta da pergunta se o Nagrelha ainda era o “pai grande” ou não.

Sábado tivemos a resposta, a resposta é simples Estado Maior é o próprio wi, o “pai grande”. Com forte aparato de segurança, Na Na criou a maior enchente do ano, o lardo da Independência tornou-se numa caixa de fósforo porque era pequeno para agregar os fies seguidores do Estado Maior do Kuduro.

negrelhaarenchente.jpg


Varias figuras públicas estiveram presentes para apoiar o Kudurista, Walter Ananas, Principe Ouro Negro, Kanguimbo Ananaz entre muitos outros. Como prova do estrelato do Nagrelha, houve choros, gritos, euforia, mensagens de homenagens e até desmaios.  Não sou superou os registos históricos do álbum “União Fez a Força”, provando, mais uma vez, que a sua popularidade e influência está, está longe de perder crédito e mostrou que o estilo que reina em Angola é o Kuduro.

O sucesso do Nagrelha Sábado prova que ele continua a ser artista mais popular do Kuduro, mostra que sua influência não diminuí dentro do núcleos dos fãs do Lambas com a saída do BK do grupo, mais levanta uma questão, sim “Arquitecto Da Paz” é um sucesso comercial, mas será que terá o mesmo impacto na musical cultura ? Será que as músicas vão tocar? Vão bater como se diz na gíria? Ou será que terá pouca duração no mercado?  Será que as músicas nesse álbum teram o mesmo impacto que  “ O Quatro”, “Comboio”, “Provou e Gostou” tiveram? Só o tempo dirá