2016 finalmente terminou, sem antes marcar a cultura do Kuduro. Testemunhamos a separação dos The Groove, vimos a ascendência de Kuduristas como Neru Americano que fez até o gangsta mas duro “Se fazer de gay”. Pedal King, fez as noites e festas de Luanda excessivamente sensuais com o seu “Pula Pula”. Inegavelmente ninguém fez mais nádegas estremecer, do que Baixinho Requitando com o “Quadradinho” que ainda toucou muito em 2016, e finalmente Preto Show brinde-nos com “Panamera” o álbum de Kuduro mas aguardado do ano. Embora o ano passado tenha sido bom nós amantes de Kuduro, é momento de olharmos para frente. Normalmente, é tarefa quase impossível bater durante muito tempo no mundo do Kuduro, mas há sempre artistas barras que descobrem a fórmula e mantêm-se no topo durante o ano. Esses são os artistas que estão em posição para ter um ano fenomenal em 2017.

 
 

Talvez a maior voz revelação do Kuduro do ano passado. Americano, com as suas dicas que vivem entre o cómico, meio ridículo e sugestivo, acompanhado por toques igualmente sugestivos, fez mulheres homens e crianças dançarem com os pulsos moles com seu mega sucesso “Mambo Rijo”Com a sua primeira obra discográfica a caminho em 2017, se ele manter a mesma fórmula e coreografar danças, que se tornam moda. Neru Americano esta
a caminho ter um óptimo ano. 

BRUNO M

 
Neru-Americano-3.jpg
 

Depois de um longo período de férias do mundo da música Bruno M, atraiu grande atenção no ano passado com sua participação especial na pedrada “Andamento de Tropa” do Pai Diesel. O lendário Kudurista, pôs sorrisos na cara de todos os amantes de Kuduro lírico quando disse no Sempre A Subir que estar a preparar um novo projecto. E se a estrofe que o tropa da ultima linha cuspiu na cassete “Jejum” do BZB com participação de Paulo Flores, é indício do que esta para vir, esse projecto vai ser pesado.

PUTO DINO

 
Dino.jpg
 

Quando não estava entrevistando kuduristas delirantes e excêntricos por cima de um monte de barro, ou dentro de um tubo de drenagem nos musseques de Luanda, para o programa seu Cara Cara Com o Kuduro. Puto Dino passou 2016 ligado a produtora Playlist. A nova voz poderosa do lamento, tem aprovação do pai do lamento Rey Loy.  As colaborações de Rey Loy e Dino trouxeram notoriedade ao Kudurista. O homem que não prejudica ninguém, precisa de um projecto  com a mesma energia em 2017 para se afirmar no Kuduro.

ELENCO DA PAZ

 
Elenco-da-paz.jpg
 

Não houve um grupo mais explosivo que o Elenco Da Paz no ano passado. A amalgamação de 14 Kuduristas, com cortes de cabelo coloridos, expressões de moda ousadas, excentricíssimo, armados com dicas autênticas dos musseques, é boa uma representação do que é Kuduro. É exatamente isso que o clã Elenco Da Paz é, com a sua marca de Kuduro com mensagens socias fez deles uns dos grupos favoritos de Angola. Em 2016 conquistaram o segundo lugar do Top dos mas queridos com o mega sucesso “Arroz Com Feijão”. Em 2017, Eles podem continuar trilha ardente que começaram o no passado.

OS BANAH

 
Os Banah angomais.png
 

Os super produtores/cantores de Kuduro Os Banah, conhecidos pelos os seus instrumentais contagiantes, danças que se tornam moda. O grupo tem constantemente lançando sucessos no estilo Kuduro/Afrohouse como “Kapri” e “Banzelo”. Em 2016 Lançaram a música “Eh Bantu” e “Tempo” participaram na pedrada rija de Preto Show “Abre O Motor” mostrando um som mas diversificado. O grupo liderado pelo Enzo P Quente têm tudo para ter um ano excitante.

PRETO SHOW

 
 

Saiam do caminho aqui vem o negro barbudo, depois de separar dos The Groove, Show não mostrou nenhum sinal que estava a abrandar. Pelo contrário, o barbudo das solas vermelhas acelerou a sua carreia culminando com o lançamento do da sua primeira obra discográfica a solo no final de 2016. Preto Show é o artista dessa lista que esta em melhor posição para ter um ano fenomenal em 2017. O primeiro álbum a solo de Show intitulado “Panamera” conta com  participações de Fabious, Eva Rap Diva, MOB entre outros artistas do mercado Anglano. Preto Show tem tudo para brilhar esse ano.